Não temais a dor libertadora!
Mestre Jesus

Filhos amados de Minh ‘alma!

As dores não são castigos divinos!

O Pai Misericordioso não pune seus filhos!

Suas Leis Magnânimas são universais e todas as criaturas, inevitavelmente, alcançarão a harmonia com o Criador.

A dicotomia entre vossas ações, contrárias às leis criadoras e mantenedoras da vida, é que provocam em vós o sofrimento.

Quando libertardes vossas consciências dos atavismos que vos conduzem às quedas, quando a rebeldia não mais comandar vossas ações e vossa alma afinizar-se com a Harmonia Universal do Amor, o sofrimento não mais existirá. Tereis alcançado, então, as Dimensões de Luz e Paz!

Avolumam-se os rancores e os ódios que reverberam em guerras e violência. Estancai o mal em vós, iluminai vosso íntimo onde a escuridão teima em sombrear-vos.

Vinde a Mim e Eu vos aliviarei do peso que vos oprime!

Eu sou o amor e vos conduzirei à regeneração!

Não temais a dor libertadora!

Minha paz vos deixo!

Meu amor vos sustenta!

Minha presença ilumina vosso caminho!

Eu sou Jesus!

********

GESH

S. Jose'

Total de visualizações de página

IMPULSO UNIVERSAL

IMPULSO UNIVERSAL

terça-feira, 4 de julho de 2017

“O que eu faço agora?” Ele sorriu e disse: “Apenas seja você e tudo se encaixará”.

GRANDE IMPULSO NAS ENERGIAS
PEDINDO-NOS PARA INTENSIFICAR
Por Jenny Schiltz

Embora as energias do solstício e da Lua Nova estejam diminuindo, não há muito adiamento neste momento. Às vezes, pareço um disco quebrado, ao discutir os efeitos mentais, emocionais e físicos das frequências mais elevadas que chegam. No entanto, o que estou sentindo com essa última explosão de energia é um impulso, um grande impulso, para que sejamos o nosso eu mais autêntico. Minha avó iria se referir a isso como uma energia indecisa, usando a gíria como expressão.

Para aqueles que estão na jornada há algum tempo, há uma sensação de ação, de fazer e de criar ENQUANTO SE ESTÁ SENDO. Durante a maior parte de nossas vidas, fomos seres orientados para a ação, nos esforçando e alcançando algo, seguindo com o que era esperado de nós pela sociedade, amigos e família. Tínhamos uma visão do que era ideal e fomos atrás, embora isso deixasse muitos de nós vazios. Então, o mundo mudou, o universo conspirou para nos abalar. Enfrentamos a destruição. Alguns dentre nós experimentaram a destruição da saúde, finanças, segurança, relacionamentos, empregos, até o lugar onde vivíamos. Alguns, simplesmente, tiveram essa sensação de que estavam vivendo uma mentira, que havia mais lá fora, mas que eles não podiam definir com exatidão. O espírito fez tudo o que foi necessário para chamar nossa atenção, para nos tirar do dia a dia, que estava apenas empilhando mais camadas do véu, ano após ano. O que quer com que nos identificamos foi despojado.

Em meio a toda a destruição, buscamos e buscamos, e encontramos nossa alma. Começamos a ter um vislumbre de quem verdadeiramente somos, sem todas as crenças e expectativas que carregávamos. Não tivemos escolha, senão aprender como SER, que éramos dignos e corretos por simplesmente estarmos vivos. Tínhamos que aprender a ser quando as energias nos derrubaram, aprender a ser quando sentimos que tudo com que contávamos, como garantido, nos foi tirado. Tivemos que aprender a confiar no processo, honrá-lo e fazer o trabalho árduo de purificar nossos corpos emocionais e mentais.

Agora estão nos solicitando, cada vez mais, que voltemos lá, o tempo de encapsular-se acabou. Para aqueles que estiveram ativos, há um grande impulso para expandir-se, tornando-se mais do que nunca o que pensaram que pudessem ser. Há um impulso gigantesco para liberar todos os nossos medos e reservas, e sermos exatamente quem somos, sem desculpas. Durante anos, os mestres falaram acerca de se tornar um farol para conduzir outros para fora da escuridão. Para aqueles que estão nessa etapa, é realmente o que vocês se tornaram. Vocês estão se transformando em exemplos para os demais, enquanto se lembram de que o farol fica no litoral e não se aventurando na tempestade. Como se pode guiar quando se está perdido? Não existe abnegação no novo paradigma, não há débito que precise ser reembolsado, e, quando oferecemos algo, o fazemos a partir de um coração puro. Aprendemos que não nos colocarmos em primeiro lugar e honrar nossa alma é retroceder, e que as repercussões em nossa saúde emocional e física seriam rápidas.

Agora é a hora de “botar a mão na massa”, o encapsulamento ou a quarentena acabou. O que isso significa vai variar de acordo com cada pessoa. Alguns vão se encontrar acessando posições ou localizações de alta densidade; outros, simplesmente, se expandirão para mais de quem eles são, enquanto ainda outros constatarão que devem deixar a segurança do ninho e voar. Lembrem-se, um farol deve estar no limite entre a terra e o mar para servir; um farol, sem litoral, faria muito pouco. No entanto, escolher “botar a mão na massa” é perfeito para vocês. Como humanos, tendemos a querer que tudo seja perfeito antes de agirmos. Queremos estar cem por cento seguros e em constante alinhamento com o processo, antes de agir. Contudo, se esperássemos por esse dia, não agiríamos nunca. Considerem isso o seu estágio. Vocês estão aprendendo a retornar a FAZER, enquanto estão SENDO.

Esse conceito de voltar lá fora, seja o que isso signifique para vocês, pode parecer aterrorizante e esse medo, sozinho, pode fazer com que vocês não ajam. Resolvam-se e escutem com o seu coração – o que a sua alma está dizendo? Às vezes, o passo mais difícil e maior é o primeiro.

Venho sentindo esse impulso nas energias, durante algumas semanas, e a mesma coisa foi expressa por alguns dos meus clientes, pois alguns sentiram uma inquietação, um anseio por alguma coisa que, muitas vezes, é indefinível. Como sempre, o espírito me mostra de tal modo que eu realmente compreenda o que está acontecendo.

Durante a noite passada, sonhei com a casa da minha avó. Tinha um grande jardim, com árvores frutíferas, e estava repleto de vida. Esse lugar era o meu santuário, minha paz. Havia muitas pessoas ali, visto que era uma casa aberta, e eu averiguei sobre a possibilidade de comprá-la. Então, ouvi: "Jennifer"!  E me chamou a atenção porque que era a voz da minha avó. Ela faleceu em 2015. Entrei na cozinha e ela me disse: “Sente-se e tome um pouco de café”. Ela, então, continuou a dizer-me que eu precisava parar de olhar para trás, e passar a olhar para frente; que eu, realmente, não tenho uma casa, desde que perdi minha fazenda em 2012 e que era hora de fazer meu santuário - um lugar próprio para estar. Isso foi muito preciso, eu vinha hesitando. Ela, então, disse: “E você precisa decidir o que quer fazer, não importa o quê, apenas decida". Perguntei-lhe o que ela queria dizer, e descobri que estávamos de pé em um corredor com três portas, que continham futuros possíveis. À medida que eu abria cada uma, ela dizia: “Se isso é o que você quer, será uma boa vida, mas somente se for o que você deseja.” Percebi que o único requisito para escolher era: eu queria? É o que fará o meu coração se alegrar ou eu estou escolhendo com base no medo?

Enquanto eu olhava para a porta de número 3 e o seu potencial, perguntei: “Se eu escolher esta, meu marido e o pequeno ficarão bem? “ Ela me olhou e disse: “Deixe que o espírito resolva. Você tem que confiar. “ Lá estava… eu poderia confiar nesse futuro possível, confiar que o espírito me orientasse, confiar que não importa do que é feito o bem mais elevado ou se recuo para ilusão da segurança?

Eu escolhi a porta de número 3, visto que fez o meu coração disparar. Ela disse: “Bem, então, entre e feche a porta atrás de você.” Fiz isso e fui imediatamente cercada por minha equipe que me parabenizou. Eles me explicaram que não havia escolha errada, conquanto qualquer escolha feita não fosse baseada no medo. Não há como fazer papéis pequenos, visto que não somos seres pequenos. A enormidade da situação me atingiu, quando meu cérebro assumiu o controle, e eu fiquei apavorada. Olhei para meu eu superior e disse: “O que eu faço agora?” Ele sorriu e disse: “Apenas seja você e tudo se encaixará”.

Acordei e perguntei se esta mensagem era para compartilhar com todos, e responderam-me que sim. Que para aqueles que estão na etapa da destruição e entrando no encapsulamento, traria a esperança de que ela acabe. Ficará melhor. Para os que sentiram a intensidade e a urgência das energias, isso irá proporcionar uma compreensão, uma estrutura quanto ao propósito.

Espero que esta mensagem os encontre acessando o seu poder cada vez mais, tornando-se e sendo o farol que nasceram para ser. Obrigada a todos vocês que compartilham este trabalho. Isso significa o mundo.

Muito amor,

Jenny

www.channelingthemasters.wordpress.com
Tradução de Ivete Brito 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...