Mensagem de Cristo/ Parte 2

Total de visualizações de página

Amigos de caminhada,
Estou seguindo para o Brasil no dia 21 de setembro. Ficarei la' ate' 19 de dezembro. Estarei aprofundando o meu trabalho espiritual.
Postarei no nosso Blog, sempre que for possivel.
Sugiro reverem muitas das mensagens aqui publicadas, pois são preciosas para os tempos que vivemos hoje.
Fiquem todos com a Misericordia de Deus Pai.
Amorosamente,
Cassia

IMPULSO UNIVERSAL

IMPULSO UNIVERSAL

sexta-feira, 3 de março de 2017

Câncer: sua cura não se dá no âmbito da ciência, mas sim, no da consciência.

Image result for imagem de cura espiritual
Câncer  – Enfermidade planetária
Cura da maldade humana
Frei Ameino

A Ciência Espiritual, que nos é passada pelos Mensageiros Divinos, Cristo Jesus, Maria e São José, revela-nos que o Planeta Terra constitui um Planeta-Escola e que para cá viemos com um propósito a cumprir e com um programa de aprendizado bem específico a realizar. Em nossa longa trajetória cósmica, até chegarmos aqui, muitos caminhos percorremos, e a partir de determinado momento começamos a nos desviar cada vez mais do projeto original perfeito que o Criador havia traçado para cada um de nós.

Aqui na Terra, identificados com o mundo de ilusões no qual nos encontramos imersos, perdemos aos poucos a memória de nossa origem e trajetória cósmicas e, assim, viramos as costas ao Plano Maior que nos trouxe aqui. Neste percurso cometemos erros, acumulamos débitos e nos afastamos da Lei. Para a ciência espiritual, o câncer surgiu como um instrumento básico para transmutar, purificar e dissolver toda a maldade perpetrada pela humanidade e acumulada ao longo de sua existência. O potente fogo purificador que está em sua essência é capaz de queimar e de dissolver essa densa carga de violência, sempre presente e ainda hoje muito marcante em nossa civilização. Tornou-se assim uma enfermidade planetária, um agente de cura que atinge a todos por igual, direta ou indiretamente, individualmente ou como humanidade.

O instrutor espiritual Trigueirinho, abre-nos a consciência, desmistificando essa tão temida e penosa condição humana e planetária, dando-nos chaves preciosas para transcendê-la. A ciência oficial ocupa-se apenas em querer desvendar e tratar suas manifestações externas, enquanto a ciência espiritual reconhece sua origem mais profunda e o papel oculto que lhe cabe dentro do atual processo evolutivo da humanidade. Assim, corresponde-nos hoje sermos conscientes dessa condição universal, de forma serena e neutra; saber conviver com ela, direta ou indiretamente, e servir positivamente a quem a vive e que necessita de atenção e cuidados; ou ainda colaborar de alguma outra forma com o propósito maior de cura que ela cumpre.

Na primeira parte desse estudo sobre o câncer, reconhecemos que esta penosa condição humana constitui hoje uma enfermidade planetária. A partir da ciência espiritual, vimos também que sua tarefa oculta é a de transmutar, purificar e dissolver toda a carga de maldade e de violência que a humanidade perpetrou ao longo de sua trajetória evolutiva, em todos os planos de consciência. O câncer representa, então, uma oportunidade única de cura interior para toda a humanidade, da qual cada ser humano faz parte, pois todos somos células de um mesmo corpo-humanidade.

Assim, em qualquer linha terapêutica adotada em cada situação (não se exclui a orientação básica da ciência médica oficial), um trabalho interior poderia e deveria ser realizado paralelamente, para que essa carga de maldade possa ir diluindo-se  da consciência humana individual e planetária. É um caminho árduo, de grandes desafios e transformações, mas também de descobertas profundas de potenciais ocultos de cada ser, pleno de oportunidades para grandes expansões da consciência. Um apoio precioso para  empreender essa misteriosa jornada interior está disponível através das orientações diárias transmitidas por São José, Mensageiro Divino à vidente Irmã Lucía de Jesus na página web:  < www.divinamadre.org > Apresentamos abaixo  mensagem do dia 28 de outubro de 2016:

Filhos, pelo equilíbrio de toda guerra e de todo conflito no mundo, sejam mansos, pacíficos, fraternos e silenciosos de coração.

Pelo estabelecimento da paz, vençam tudo aquilo que, em vocês, os impulsiona a confrontar o próximo, seja para se sobressair, defender uma opinião, seja por não renunciar, por não aceitar as próprias dificuldades e as dificuldades do próximo.

Filhos, vocês já sabem que todo conflito no mundo é gerado pelo mal, mas também pela mente e pelo comportamento humano. Vocês sabem que tudo pode ser equilibrado quando geram atos de paz sinceros. Tudo pode ser transformado quando cada um assume, sinceramente, a transformação da própria vida. Por este motivo, peço-lhes que não apenas orem pela paz, mas que sejam pacíficos.

O câncer, de uma maneira geral, está inconscientemente associado ao tema da morte, considerada pela nossa cultura quase um tabu e para a qual existe um despreparo generalizado. Assim, ele traz também uma oportunidade única de aprender que existe uma continuidade da vida.

Vivemos hoje, como civilização e como planeta, tempos de profundas transformações que nos afetam direta ou indiretamente, em graus e formas diferentes. Por um lado, a humanidade, como um todo, deixa-se literalmente “encantar” pelo progresso, pelas modernidades, comodidades e pela oferta, quase invasiva. de novos bens de consumo com que a ciência, a tecnologia e a ganância humana nos brindam, a cada dia.

Por outro lado, torna-se cada vez mais disseminado o imenso e agudo desequilíbrio que vai se estabelecendo, fruto desse comportamento imediatista, destrutivo, egoísta e voltado para o consumo sem fim dos bens e recursos planetários. O triste resultado de tudo isso torna-se evidente no tamanho quadro de miséria física, moral e espiritual; de sofrimento e opressão; de conflitos, crueldades e guerras disseminados por todos os continentes. Enfim, um denso e sombrio estado de caos se alastra como uma incontrolável epidemia, contagiando toda a consciência humana e planetária, realimentando-a com os mais diversos medos: da morte, da dor, do sofrimento, da enfermidade, de sofrer perdas e do desconhecido.

Assim perpetua-se o ciclo da crueldade, da violência e da enfermidade. Por isso a ciência terrestre, apesar dos intensos esforços e pesquisas, não consegue dominar o câncer, pois sua cura não se dá no âmbito da ciência, mas sim no da consciência.

E nosso Pai e Instrutor divino, São José, prossegue em sua mensagem dia 28 de outubro de 2016:

Semeiem o amor na consciência humana, fazendo da própria vida um jardim de paz, no qual as ações fraternas são fecundas e geram esperança para este mundo.

A paz deve ser um exercício permanente em suas consciências. Vocês devem fazer o exercício constante de pacificar, perdoar e se reconciliar. Cortem pela raiz as guerras e os conflitos do mundo, começando por vocês mesmos. Sigam o exemplo d’Aquele que pacificou primeiro e que, sendo o Filho de Deus, pleno de sabedoria e Graça, renunciou à Sua Vontade, ao Seu Parecer, à Sua Majestade e ao Seu Poder e permaneceu em silêncio na cruz da redenção dos pecados do mundo, para que todos tivessem um caminho, uma verdade, um exemplo para a vida.
                                     

Para finalizar este resumido estudo sobre o Câncer, transcrevemos aqui a oração que nosso Pai espiritual e Instrutor São José transmitiu em sua mensagem diária do dia 18 de julho de 2016 a vidente Irmã Lucía de Jesús:

"Quando São José chegou, nos mostrou uma imagem Sua com, mais ou menos, 30 anos. Era noite e Ele caminhava sozinho em um monte, olhando para o Céu estrelado e conversando com Deus. Pediu, então, que anotássemos o que, naquele tempo, Ele dizia ao Pai em oração e que, agora, nos permitia escutar. Ele orava:

SENHOR, CURA-ME

Senhor, cura-me, ingressando com a potência de Teu Amor
       em todos os meus átomos e moléculas.

Senhor, cura-me, queimando com o fogo de Teu Santo Espírito
       cada partícula de meu pequeno ser.

Senhor, cura-me e diminui minha alma a um verdadeiro nada,
       para que reconheça a Tua Grandeza e infinita Majestade.

Senhor, cura-me e mostra a Tua Face aos meus olhos impuros,
       para que eu Te reconheça como o Pai, a Verdade e a Origem de todas as coisas.

Senhor, cura-me e retira de mim o que se crê separado de Ti.
       Demonstra-me, oh, Deus de toda a Criação,
       que Tu estás em todas as coisas;
estás por detrás de toda a ilusão, escondido na essência de cada ser.

Senhor, cura-me, vence-me e deixa-me rendido aos Teus Pés.
       Que todo o meu ser reconheça o Teu Poder e se regozije em Ti eternamente.

Deus do Amor, Deus da Verdade, Deus da Pureza, Deus da Alegria,
       Deus dos pobres e dos ricos, Deus dos sãos e dos enfermos,
       Deus do Céu, da Terra e de todo o Universo,
       Deus do Cosmos, Deus da Existência, Deus da Criação,
       cura-me, renova-me e faz com que Te descubra tão dentro de mim como eu mesmo.

Revela, Senhor, que Tu és em todas as coisas e todas as coisas são em Ti.
       Revela-te em unidade com Tudo e, assim, cura-me, Senhor.

                                                Amém

A verdadeira cura provém da rendição do coração perante Deus, do reconhecimento de Sua Grandeza e da nossa própria pequenez frente a Ele.

A cura -que deve nascer no espírito e ter o seu reflexo na matéria- nada mais é, filhos, que a desmistificação da unidade e sua vivência absoluta.

Quando vocês compreendem a Presença de Deus em todas as coisas, não há enfermidade, nem no corpo nem no espírito, que possa abatê-los, porque quando a consciência vive a unidade com Deus, todas as suas células são abarcadas por essa Presença Divina e encontram o Princípio do Pai em si mesmas, dissolvendo assim todo desequilíbrio, toda doença, toda angústia e toda dor.

Por isso, hoje ensino-os a pedir a cura para o Senhor. Não peçam a cura do corpo, da mente ou das emoções: peçam a cura da separatividade, da ignorância, da ilusão e, assim, filhos, descobrirão que o espírito são é aquele que se une ao Deus Vivo e O encontra dentro de si mesmo, multiplicado em suas células, animando o seu corpo, permeando com Sua Santidade tanto a matéria como o espírito.

Orem de coração, orem como humanidade, porque ela está muito enferma e se vocês -como células deste grande corpo humano- reconhecerem a unidade com Deus, aos poucos irão curando os males que ainda permeiam o mundo.

Eu os amo e lhes deixo Minha Bênção e Minha Paz, para que se curem e, assim, atraiam a cura para todo o planeta".

Seu Pai e Curador,

São José Castíssimo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...