Audio

AUDIO MENSAJES

JULIO de 2017

María Santísima 17.07.2017

S. Jose

Message of Saint Joseph - 07/19/2017 (Figueira, Brasil)

Message of Saint Joseph - 07/19/2017 (Figueira, Brasil)
https://youtu.be/Jezu3bcGvro

Total de visualizações de página

quarta-feira, 20 de abril de 2016

O pedido para afastar Cunha está na corte desde dezembro, sem data para ser julgado. O Supremo continua a lavar as mãos.



BRASÍLIA - Os petistas ainda não limparam as gavetas, mas o novo regime já começou a implantar sua doutrina de salvação nacional. O primeiro na fila de resgate é o deputado Eduardo Cunha. Depois de seis meses de manobras, ele está prestes a se livrar de vez do processo por quebra de decoro parlamentar.

A nova fase da Operação Salva Cunha foi deflagrada no domingo. Enquanto o país assistia ao show do impeachment, aliados negociavam um ponto final às investigações contra o peemedebista. A ideia é premiá-lo com uma "anistia" pelo empenho para derrubar Dilma Rousseff. "Todo mundo sabe que sem Eduardo Cunha não teria impeachment", disse o deputado Paulinho da Força. "Ele merece ser anistiado", defendeu.

Horas depois de ser chamado de "gângster", "bandido", "canalha" e "ladrão" em rede nacional, o presidente da Câmara acordou fortalecido na segunda-feira. Ontem seu aliado Waldir Maranhão levou a pizza ao forno.

Com o Congresso esvaziado, escalou um colega para anunciar novas amarras ao Conselho de Ética. Mesmo que o processo vá adiante, Cunha já tem maioria para trocar a cassação por uma pena mais branda.

Para isso, conta com a cumplicidade da oposição, que parou de atacá-lo, e do velho aliado Michel Temer, prestes a se tornar usufrutuário da faixa presidencial. O Supremo continua a lavar as mãos. O pedido para afastar Cunha está na corte desde dezembro, sem data para ser julgado.

Em outra frente, os salvacionistas articulam um enterro para o processo de cassação da chapa Dilma-Temer no TSE. No dia 13, o ministro Gilmar Mendes ressuscitou a ideia de separar as contas da presidente e do vice. "Inicialmente o tribunal tem uma posição contra a divisibilidade da ação, mas certamente agora podemos ter um quadro novo", afirmou.

O quadro novo é o PMDB no comando, sem intermediários.

Como disse o correntista suíço, ao votar a favor do impeachment: "Que Deus tenha misericórdia desta nação".

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/bernardomellofranco/2016/04/1762887-a-salvacao-ja-comecou.shtml
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...